SISTEMAS SOB MEDIDA

Bye bye Shopping Center, Hello Experience Center

Bye bye Shopping Center, Hello Experience Center

A pesquisa da Abrasce – Associação Brasileira de Shopping Centers concluída em julho/2016 mostra que os paulistanos estão indo menos aos shoppings para compras. Apenas 28% vão para comprar, comparado aos 37% em 2014.

Os demais 72% vão para passear, comer, pagar contas, ir ao cinema, encontrar pessoas ou obter algum serviço – 68% vão semanalmente. O serviço mais utilizado é o de uso de caixa eletrônico (61%). O perfil típico do comprador é mulher acima de 30 anos pertencente à classe A ou B com ticket médio de R$ 271,90. A procura por comida caiu, mas visitas para passear ou olhar vitrines dobraram de 7% para 14%.

Não é de hoje que falo que os shopping centers estão em rota de extinção. Essa referência não forçosamente significa o desaparecimento da face da Terra, embora possa mesmo ocorrer, mas principalmente à diminuição de utilização associada a uma mudança de finalidade principal.

O poder das corporações no século 21 está se deslocando e decaindo, as pessoas querem trabalhar por um propósito, os clientes estão buscando experiências em vez de compras e a sobrevivência de longo prazo está cada vez mais conectada a questões socioeconômica-ambientais.

Por várias décadas, tentou-se transformar shopping centers em catedrais e consumismo em religião. Sim, a consciência das pessoas ainda está adormecida e a sociedade continua orientada ao prazer. Mas a revolução digital está habilitando mais do que simplesmente mudar o “o quê” e o “como”, está habilitando mudar o “porquê”. Uma transformação de consciência também está em curso.

Uma sociedade viciada por compras e acúmulo de bens permanentes não é mais o objetivo, pois priva a possibilidade de experimentar novas sensações. Muitas pessoas estão começando a ficar cansadas de gastar o dinheiro que não possuem para comprar coisas que não precisam para criar impressões que não durarão em pessoas que não lhes importam.

No século 20, a medida de sucesso era ganhar cada vez mais para realizar os sonhos; no século 21 a medida passa a ser realizar os sonhos gastando cada vez menos. O objetivo agora é usar, não possuir.

Com o avanço do varejo online e mudanças nos hábitos de consumo, os shopping centers terão inevitavelmente de se transformar em centros de convivência, socialização ou de serviços especializados, tais como Experience Centers (para lazer e entretenimento), Medical Centers (para serviços médicos e de diagnóstico), Beauty Centers (para estética e beleza), Moto Centers (para fãs de motocicletas), Princess Centers (noivas e debutantes) ou quem sabe condomínios para microapartamentos.

Glauco Humai, presidente da Abrasce concorda com essa tese: “os shoppings estão se consolidando como centros de entretenimento, de serviços e de experiências com os produtos, quem quer só comprar usa a Internet”.

Sim, a era dos produtos e serviços está sendo substituída pela era da experiência na qual produtos e serviços são meios para se obter a experiência. No século 20 a motivação era possuir, mas a posse detém a mobilidade para vivenciar novas experiências tornando-se uma âncora no passado. No século 21 a motivação desloca o paradigma da posse para o uso que liberta para a experiência. 

Quanto antes os Shoppings Centers deixarem de focar compras para focarem experiência, mais cedo poderão se reposicionar frente a um mundo em transformação exponencial. Quando se está preso ao passado não é possível entender como os outros podem avançar tão rápido para o futuro.

Nos próximos 20 anos não teremos apenas uma mudança de geração, teremos uma mudança de civilização. Como as pessoas têm medo de mudanças, é sempre importante lembrar a frase de meu amigo Guilherme Cavallari: “o novo é assustador até virar familiar, então o medo é circunstancial e, portanto, relativo”.

Texto de José Davi Furlan, 26/07/2016, © Business Transformation

Eisi

Especialista em Integração de Sistemas. A EISI foi criada para facilitar o dia dia da sua equipe, satisfazendo os seus clientes e gerando valores a sua empresa. Temos a solução sob medida para você e sua empresa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *